policial

Dia dos Pais violento. Três homens são assassinados na Grande João Pessoa

Jovem é assassinado em Bayeux
Jovem é assassinado em Bayeux

O Dia dos Pais começou violento na Grande João Pessoa. Até o início da tarde deste domingo (11) já foram registrados na Região Metropolitana da Capital o assassinato de três homens.

O primeiro homicídio ocorreu na madrugada deste domingo (11) na cidade de Bayeux. Um jovem identificado como ‘Fábio Tibiri’, 25 anos, foi assassinado quando deixava uma boate localizada na Rua Petrônio de Figueiredo, no Centro da cidade. O crime aconteceu por volta das 5h desta manhã. Segundo informações do Núcleo Integrado da Polícia Civil, Fábio foi morto com sete tiros, em que pelo menos cinco deles atingiram a cabeça da vítima.

Fábio foi abordado quando deixava a boate com um amigo em uma moto. De acordo com testemunhas que estavam no local, dois homens em uma moto se aproximaram dos jovens e efetuaram vários disparos. João Alexandre, 23 anos, que estava na garupa da moto de Fábio, chegou a cair do veículo e teve várias escoriações, mas conseguiu fugir. Fábio morreu no local.

A polícia recebeu informação de que Fábio seria ex-presidiário e irá trabalhar com a hipótese de vingança para motivação do crime.

O segundo crime aconteceu no bairro do Marco Moura, em Santa Rita. Reginaldo Lima Duarte, 24 anos, que morava no Tibiri II, foi morto com um tiro no rosto. Segundo a polícia, ele foi surpreendido  por um homem quando passava a pé em frente a um mercadinho. O suspeito se aproximou da vítima e atirou.

Reginaldo ainda conseguiu correr, mas a poucos metros de onde ocorreu o disparo, caiu e morreu no local. De acordo com a polícia, a vítima era gesseiro e não tinha envolvimento com drogas.

O terceiro assassinato ocorreu nesta manhã, no Costa e Silva, próximo as Três Lagoas, em João Pessoa. Segundo o tenente Glauber do 5º Batalhão da Polícia Militar, um homem conhecido com Mário, foi encontrado morto dentro de uma lanchonete.

Ainda conforme informou o tenente, a vítima apresentava um golpe na cabeça que deve ter sido desferido por uma barra de ferro ou um facão. Segundo informações de testemunhas, o homem era pernambucano e trabalhava como autônomo.

 

Portal Correio com informações de Aguinaldo Mota

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios