Destaques

Desemprego atinge mais jovens e mulheres

A taxa de desemprego subiu para 11,9% no segundo trimestre de 2019 na Paraíba, segundo apontou a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Trimestral, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (04) pelo Observatório da Paraíba.

De acordo com o levantamento, o desemprego entre os jovens (30,9%) e mulheres (14%) também teve acréscimo entre abril e junho. Os jovens, entre 18 a 24 anos têm mais dificuldade para encontrar emprego e quando conseguem, a média salarial é de R$800 – menor valor da série histórica.

O número relacionado ao desemprego das mulheres na Paraíba teve aumento de 2%, em relação ao ano anterior, mas os homens permaneceram estáveis neste balanço, com 10,3%.

Ao Observatório da Paraíba, o professor Roberto Véras de Oliveira argumentou que há uma ‘deteriorização’ das condições de trabalho no Brasil desde 2015. Segundo Véras, integrante do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Políticas Públicas e Trabalho da Universidade Federal da Paraíba, os jovens e mulheres têm ‘poder de barganha menor’, e são segmentos mais vulneráveis.

“Nos caso das mulheres, estas são vítimas de processos discriminatórios, social e culturalmente enraizados, que as colocam em posições subalternas; seja ao serem deslocadas, em um mesmo setor, para postos inferiores ou mesmo exercendo funções iguais recebem salários inferiores; seja ao serem levadas a se concentrarem em ocupações desvalorizadas socialmente, como o emprego doméstico. Em situação de crise econômica, são as primeiras a serem demitidas ou são contratados sob condições ainda mais rebaixadas (sem contratos formais, com menos benefícios, com salários menores etc)”, afirma.

Recentemente, o Portal MaisPB divulgou uma pesquisa que mostra que os homens brancos recebem mais que os demais grupos na Paraíba. Os dados apontam ainda que mulheres negras tinham os piores salários no estado.

MaisPB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios