Brasil

Depois do ‘SOS Seca Paraíba’, estados do NE também devem aderir à campanha

112616,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0A mobilização promovida pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) com objetivo de chamar a atenção do Governo Federal para adotar ações emergências e efetivas no combate aos efeitos da seca deve romper a fronteira do Estado e chegar ao Rio Grande do Norte, Alagoas e Pernambuco.

De acordo com o deputado Francisco de Assis Quintans (Democratas), presidente da Frente Parlamentar da Seca da ALPB, a campanha ‘SOS Seca Paraíba’, lançada mês passado, será adotada pelos estados vizinhos, que a partir de março, já deve recolher assinaturas da população para posteriormente o documento ser entregue a presidente Dilma Rousseff.
“Eu já fui procurado por deputados do Rio Grande do Norte, de Alagoas e de Pernambuco que também pretendem promover a mobilização em seus estados. O bispo Dom Geniovaldo, presidente regional do Nordeste já me procurou para que eu faça palestra explicando sobre a campanha para a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil e eles mobilizem a sociedade”, contou o deputado, que destacou que o convite também foi recebido por diversas entidades classistas.
Assis Quintans afirmou estar otimista para que a campanha chegue a todo o país e que medidas efetivas sejam adotas pelo Governo Federal “para acabar, de uma vez por todas,  com a seca no Nordeste”. Segundo o parlamentar a campanha ‘SOS Seca Paraíba’ já conseguiu recolher mais de 100 mil assinaturas e que a meta é coletar pelo menos 300 mil para convocar uma audiência com a presidente Dilma.
O abaixo-assinado também está disponível na internet, mas conforme contou Quintans é necessário que haja uma campanha de divulgação para que os internautas também se envolvam na campanha. “Até agora só conseguimos seis mil assinaturas na internet”, disse. O democrata afirmou que irá sugerir a ALPB que faça “um dia D” apenas para divulgar a mobilização na internet.
A campanha na Paraíba é fruto da “Caravana da Seca”, realizada pelos deputados estaduais no mês de dezembro de 2012 e que teve como objetivo verificar a situação de calamidade enfrentada pela população nos municípios do Estado em decorrência da seca, e cobrar soluções urgentes das autoridades para o problema.

Por Naira Di Lorenzo

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios