Destaques

Crise provoca ocupação zero em 88% dos hotéis de João Pessoa

Sindicato do setor aunciou campanha em defesa da reabertura dos serviços de hotelaria e alimentação

O setor de hospedagem e alimentação de João Pessoa já registrou queda de 84% no faturamento este ano, com mais de 1.500 demissões e ocupação zero em 88% dos hotéis da cidade, devido à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Nos próximos dias, o Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação de João Pessoa (SEHA-JP) divulgará uma campanha publicitária que vai expor a situação agravante

A campanha mostrará ainda importância de um planejamento para a reabertura dos estabelecimentos, o que deve acontecer com planejamento e segurança. Tendo como motes os termos “Reabertura. É hora de planejar juntos” e “Reabertura. Com responsabilidade e segurança”, as peças já estão circulando em aplicativos de mensagens, como o WhatsApp, e logo entrarão nas redes sociais do sindicato.

A ação tem como objetivo chamar a atenção do poder público para discutir a reabertura planejada, e com segurança, dos estabelecimentos do setor, que, segundo o sindicato, foi o mais afetado pela pandemia provocada pelo novo coronavírus.

Segundo o sindicato, para enfrentar a crise e voltar a receber clientes dentro dos salões, os empreendimentos passarão por diversas transformações para criar um ambiente seguro para os seus clientes. “O reforço das medidas preventivas de cuidado e higiene serão prioridade na retomada das atividades”, disse.

“Neste momento, a nossa intenção é discutir como poderemos reabrir o segmento, pois, diversas mudanças serão realizadas, inclusive na parte estrutural dos estabelecimentos. Nós precisamos nos preparar com antecedência para quando chegar o momento certo, que será analisado por meio de dados e junto ao poder público, já estarmos prontos para voltar a atender os clientes de forma segura”, avalia Graco Parente, presidente do SEHA-JP.

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios