Educação

Criminosos que chocaram a Paraíba não aceitam acusado de matar Fernanda Ellen em Presídio

116962,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0O vigilante Jefferson Luís de Oliveira Soares, 25 anos, segue detido em uma cela isolada na Penitenciária de Segurança Máxima PB-01, localizada na Praia de Jacarapé em João Pessoa. Revoltados com o crime cometido por Jeferson, os demais presos ainda não permitiram sua socialização na casa de detenção.

De acordo com o coronel Arnaldo Sobrinho, gerente executivo do Sistema Penitenciário da Paraíba, ainda não há condições de manter, o acusado de matar a menina Fernanda Ellen, convivendo com os demais detentos, mesmo aqueles que estão recolhidos pela prática de crimes que também chocaram todo o Estado, como o “Grupo de Queimadas”, o “Mata Sete” e o “Monstro Ábner”.

“Ele está em uma sala sozinho, tomando banho de sol isolado, mas tem acesso ao banheiro, água e comida. O diagnóstico da direção do PB-01 é que não há condições de mantê-lo sob o convívio dos demais, mesmo aqueles que praticaram crimes semelhantes ao de Jeferson. O sentimento entre eles é de revolta”.

“Monstro Ábner”

Desde agosto de 2011, que Fábio Pereira (conhecido como Abner) foi transferido á Penitenciária de Segurança Máxima PB-01, onde segue sob custódia. Ele é acusado de estupros e sequestros em série contra crianças e adolescentes em João Pessoa e mais cinco estados do País. Mais de 18 vítimas do estuprador o identificaram.

“Grupo de Queimadas”

Os sete adultos suspeitos do estupro de cinco mulheres e do assassinato de duas delas durante uma festa, em Queimadas (PB), seguem detidos em uma sala comum no PB-01. Eles organizaram uma festa de aniversário para atrair mulheres para serem abusadas.
Durante a fuga,  o grupo levou como reféns a secretária Michelle Domingos, 29 anos, e a professora Isabela Pajuçara, 28 anos – mais tarde encontradas mortas. Elas teriam sido assassinadas porque reconheceram dois dos acusados (irmãos).

“Mata Sete”

Carlos José da Silva Lima ficou conhecido como “Mata Sete”. Recolhido no PB-01 desde 2009, atualmente exerce a função de auxiliar de cozinha na casa de detenção. Ele, juntamente com a ex-esposa, Edileuza Oliveira, mataram o gesseiro Moisés Soares Filho, três filhos menores e sua mulher Divanise Lima dos Santos, que estava grávida de gêmeos.

“Caso Fernada Éllen”

Sepultamento

O corpo da adolescente Fernanda Ellen deve ser sepultado no Cemitério Parque das Acácias, entre os dias 28 e 30 de abril. A informação foi confirmada na noite desta sexta-feira (19), pelo pai da menina, Fábio Cabral.

“O delegado me disse que até o final do mês, nós iríamos poder velar e enterrar o corpo”, disse Fábio, referindo as informações do delegado Aldrovilli Grisi, que acompanhou o caso. Na manhã desta sexta-feira (19), a autoridade policial concluiu o inquérito de investigação da morte de Fernanda, onde indicia o vigilante Jefferson Luís de Oliveira Soares por ocultação de cadáver e latrocínio (roubo seguido de morte).

Identificação do corpo

Na última quarta-feira (17), o Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC) confirmou que o corpo encontrado na residência do acusado, no último dia 8 de abril, é da estudante Fernanda Ellen Cabral de Oliveira, 11 anos. A constatação foi feita através do exame de antropologia forense. Os resultados de outras análises, como o resultado do exame de DNA e conjunção carnal, estão sendo aguardados.

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios