Paraíba

Criança morre após ser espancada e com suspeita de estupro na PB; padrasto é detido no velório da garota

3Um homem de 29 anos foi detido pela Polícia Militar na noite desse sábado (14) quando participava do velório da enteada de 9 anos, que era deficiente metal e auditiva e teria morrido em decorrência de traumatismo craniano e suspeita de abuso sexual, no sítio Primavera, na cidade de Riachão do Poço, a 65 KM de João Pessoa. Ele é o principal suspeito do crime contra a garota, que veio a óbito cinco dias depois do ocorrido. A vítima foi sepultada neste domingo (15).

Segundo a Polícia Civil de Riachão do Poço, na segunda-feira (9), a criança deu entrada no hospital da cidade de Sapé onde a mãe disse que a menina tinha caído de uma laje da altura de 3m. Porém, as contradições nos depoimentos levaram a polícia a desconfiar do caso.

– A mãe – que não esboça nenhuma reação de desespero devido a morte da filha – disse no hospital de Sapé que a menina tinha caído da altura de 3m. A garota foi transferida para o Hospital de Trauma de João Pessoa onde a mãe disse que a filha caiu em uma calçada. Começamos a interrogá-la e as contradições foram surgindo – disse o policial Thalles Oliveira.

Ainda segundo o policial, a menina apresentava sinais evidentes de espancamento, devido os hematonas e apresentava maus-tratos. “Uma simples queda não deixa consequências graves como estava o corpo da garota. E, de acordo com os médicos do Trauma e os conselheiros tutelares foi constatado um corrimento no ânus dela e ferimentos na vagina. Percebe-se que a menina sofria maus-tratos. Ela estava com piolhos, ferimentos, sujas e o ambiente onde ela morava é precário”.

Após cinco dias desaparecido, o servente de pedreiro voltou para participar do velório da enteada quando recebeu voz de prisão. “As evidências pesam contra ele. Fizemos a apreensão dele e o conduzimos para a delegacia de Sapé, onde está detido e será interrogado nesta segunda (16), pelo delegado Felipe Castellar. Ele foi preso por ordem da promotora da Vara da Infância e Juventude”. O laudo cadavérico foi feito e deverá ficar pronto em poucos dias.

Um levantamento inicial feito pela Polícia Civil constatou que o suspeito é apontado com autor de roubos no distrito de Livramento, em Santa Rita. “Várias pessoas disseram que ele praticava pequenos furtos em Livramento e estava há menos de um ano em Riachão escondido. Porém, vamos investigar essas denúncias”, comentou Thalles.

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios