Destaques

Coronel rebate críticas sobre segurança e reforça ‘Voto Seguro II’

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, rebateu, nesta quinta-feira (25), em entrevista no programa Correio Debate, da rádio 98 FM, as críticas feitas pelo delegado Wallber Virgolino, eleito deputado estadual da Paraíba, à segurança pública. “Se quiserem fazer política, façam. Nós fazemos polícia”, afirmou o coronel, que ainda reforçou a Operação Voto Seguro II para o segundo turno deste domingo (28).

No dia 16 de outubro, Wallber, no mesmo programa, disse que a segurança do estado precisava passar por uma reforma. “A principal decadência do governo de Ricardo foi a segurança, porque nunca foi uma equipe profissional. Quem ocupa os cargos são amigos do governo. Esqueceram o ‘combate ao crime’ para amansar e agradar aos amigos. Os criminosos crescem e nós estamos regredindo. Eu só vejo piora”, disse na entrevista.

Nesta quinta (25), o coronel Euller Chaves disse que respeita e parabeniza Wallber pela vitória e que “todas as críticas construtivas, que tragam soluções, serão bem vindas dentro de uma leitura futura. Porém, hoje, quem pode responder ao que Wallber disse é o mapa da violência, os índices, as pesquisas… Elas mostram que João Pessoa e Campina Grande têm de 17% a 20% de redução de crimes patrimoniais, além da Paraíba ter reduzido de 5% a 7%. Os dados são públicos”, finalizou.

Operação Voto Seguro II

Começou a ser executada nesta quinta (25) a ‘Operação Voto Seguro II’ com o envio de policiais para reforçar o efetivo para o segundo turno das eleições 2018. São 373 policiais que seguirão com destino às cidades do Sertão e do Agreste da Paraíba. Na sexta-feira (26), às 9h, outros 644 militares embarcam do mesmo local com destino as cidades do litoral paraibano.

O esquema de segurança conta com quase 2,5 mil policiais e vai priorizar o reforço nos maiores colégios eleitorais, atuando no policiamento dos eventos até a véspera do pleito, e, consequentemente, após a divulgação do resultado das urnas.

“Tenho certeza que vai ser um segundo turno tranquilo. Nós vamos fazer nosso trabalho, mas pedimos respeito da população. Respeitem as escolhas dos outros nesse momento democrático que são as eleições. Ajam com responsabilidade. A segurança pública é dever do estado, mas a responsabilidade é de todos”, pediu o coronel Euller.

 

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios