Paraíba

Conversas no Facebook e mensagens em celular podem inocentar estudantes acusados de estupro em Campina Grande, diz delegado

As conversas nas redes sociais e mensagens através do telefone celular de dois estudantes que foram presos acusados de estuprar duas adolescentes, em Campina Grande, podem ser fundamentais para livrá-los das acusações. A revelação foi feita nesta terça-feira (26), pelo delegado Kelsen Vasconselos, da 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil, que investiga o caso.

.115729,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0

“São muitas evidências. Não houve sexo forçado, as duas menores atraíram o Yuri Yan Câmara do Nascimento, 20, e Lamonier Fernandes Dantas, 24 anos, para o ato, tanto é que nas conversas no Facebook, elas chegam a insistir muito, até que conseguem convencer os dois jovens a irem pra cama” comentou Kelsen.

Durante entrevista ao repórter Márcio Rangel, TV Correio, o delegado revelou que em um dos momentos da conversa entre as meninas e os rapazes, as garotas ainda dizem que estão carentes. “Em um dos bate-papos elas afirmam que estão carentes e convidam os dois rapazes para irem a casa delas. Uma das menores ainda diz que teria que aproveitar porque os seus pais haviam saído de casa e o local estava livre” completou.

O delegado Kelsen esclareceu que houve a relação sexual com as menores, porém, ‘a acusação de estupro deve ter sido originada pelas jovens como forma de se defenderem de um possível castigo de seus pais. Uma delas é de família evangélica e o pai é policial militar’.

Nas redes sociais, amigos dos acusados criaram uma corrente de solidariedade e ratificaram a idoneidade dos estudantes. Amigos devem promover um ato público em frente a Central de Polícia, na manhã desta quarta-feira (27). Yuri Yan e Lamonier Fernandes estão presos na Central de Polícia de Campina Grande.

 

Nesta segunda (25), os dois estudantes foram presos após serem acusados de estuprar duas adolescentes de 13 e 15 anos, na cidade de Campina Grande. Segundo o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), por volta das 20h, uma guarnição da Polícia Militar, sob o comando do cabo Erisberto, foi acionada para comparecer ao bairro Rocha Cavalcante onde uma família estava acusando dois jovens de terem invadido a residência e estuprado as garotas.

A Polícia Militar informou que quando chegou à residência encontrou os estudantes Yuri Yan Câmara do Nascimento, 20, e Lamonier Fernandes Dantas, 24 anos. Eles receberam voz de prisão e durante contato com as autoridades policiais informaram que foram convidados pelas adolescentes para a relação sexual.

Por Hyldo Pereira, com Márcio Rangel

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios