Educação

Concorrentes de musa do vôlei veem vantagem da atleta no Miss Mundo Brasil

201304040706200000004326Luciane Escouto despontou como um dos destaques do vôlei nacional no ano passado. Não tanto por seu talento em quadra, mas sim pela beleza, que chamou a atenção de todos. Aos poucos, o status de “Miss do vôlei” pegou e ela ganhou fama.

No sábado, a modelo/jogadora, eleita a mais bela gaúcha, disputará o concurso Miss Mundo Brasil contra outras 36 candidatas do país inteiro. E algumas delas veem vantagem de Luciane no concurso, por ser uma pessoa “pública” devido à carreira de jogadora e figurar frequentemente em sites e ensaios produzidos.

“Na votação eu acho que ajuda muito ela isso, influencia bastante. Até mesmo aqui na produção, narealização de desfiles, acho que ela tem uma certa vantagem. Mas na passarela é que vai contar. Ela é bem quietinha, na dela, dá para ver que ela é bem legal”, afirmou Adelaine Castro, candidata de Minas Gerais.

Até a tarde desta quinta-feira, Luciane Escouto aparecia em segundo lugar na votação popular, no UOL, entre as preferidas do público com 7,58% dos mais de 86 mil votos. No Twitter, a meio de rede da equipe carioca posta frequentemente pedindo ajuda dos fãs e torcedores.

“Eu não acho que leve tanta vantagem, não. Tenho essa torcida do vôlei, mas também têm algumas meninas que são modelos há muito tempo, já ganharam vários concursos e são até mais experientes do que eu. Mas ter essa torcida é bacana, você acaba ganhando muita energia, muitas vibrações. E isso é bom para quem está aqui dentro, então estou contando com esse público”, declarou a gaúcha, de 25 anos.

Até mesmo Mariana Notarângelo, atual detentora da coroa de Miss Mundo Brasil, acredita que Luciane tenha, sim, certa vantagem por ser jogadora.

“A visibilidade dela ajuda muito, a aceitação e a visibilidade fazem com que aumente ainda mais a autoestima. Isso aumenta e reflete na beleza dela, não tenha dúvidas. É um fator que ela tem a favor, tem vantagem por isso e tem que usar para o bem dela no concurso”, disse a carioca.

Para disputar o concurso, Luciane abriu mão de jogar a decisão da Superliga. Ciente de que a disputa seria na mesma semana do duelo, ela deixou claro para a Unilever este fato antes mesmo de assinar o contrato. A equipe concordou em perder a meio de rede nestes dias. Ela, no entanto, estará no Ginásio do Ibirapuera no próximo domingo. Assim que o Miss Mundo Brasil acabar, Luciane viajará para São Paulo e se juntará às companheiras.

“Tomara que no pódio eu esteja com as duas faixas, a de Miss e a de campeã da Superliga”, brincou a atleta.

A final do Miss Mundo Brasil acontece em Mangaratiba, no Rio de Janeiro, no próximo sábado, às 22h.

UOL

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios