Destaques

Comissão da Câmara Federal vai inspecionar Barreira do Cabo Branco

downloadA Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados vai inspecionar, na próxima segunda-feira (11), às 9h, a Barreira do Cabo Branco, em João Pessoa. Em seguida, será realizada uma mesa redonda para discutir a situação da falésia. A proposta do deputado federal Wilson Filho (PTB) tem como objetivo debater com a sociedade as soluções para o local, junto com as autoridades responsáveis e órgãos ambientais.

Segundo o deputado, a reunião deve contar com representantes do Ibama, dos Ministérios do Turismo, do Meio Ambiente e da Integração Nacional, da Superintendência do Patrimônio da União (SPU) e do Ministério Público, além do Governo do Estado, da Prefeitura de João Pessoa e de entidades ambientais. “Queremos colocar todos os responsáveis frente a frente para que se possa fazer algo de efetivo e salvar esse patrimônio do Brasil”, explicou.

Wilson lembrou que seu mandato destinou em 2012 recursos da ordem de R$ 6,5 milhões para um projeto que foi desenvolvido na gestão do ex-prefeito Luciano Agra. O projeto total era da ordem de R$ 12 milhões e previa intervenções para conter a ação do mar, drenagem da área e replantio de vegetação.

“Mas em 2013, assumiu o prefeito Luciano Cartaxo que resolveu desconsiderar o trabalho feito pelo prefeito anterior, o qual já estava aprovado pelos órgãos competentes, com as devidas licenças e recursos assegurados. O prefeito Cartaxo resolveu botar defeito no trabalho feito pelo antecessor. Vale lembrar que Agra era um grande arquiteto, responsável pelos principais projetos urbanísticos na cidade e conhecedor tecnicamente do problema”, afirmou o deputado.

Para o deputado, a Comissão de Meio Ambiente terá papel fundamental na discussão e também em ações junto ao Ministério de Meio Ambiente para que a degradação da Barreira do Cabo Branco não avance ainda mais. “Vamos discutir no sentido de encontrarmos soluções urgentes para salvar essa nossa preciosidade. Não se pode mais admitir que Estado e Prefeitura se pautem apenas pela picuinha política, deixando o processo de erosão avançar cada vez mais”, destacou.

 

 

Com  Click PB

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios