Destaques

CGU discute combate à corrupção e transparência com prefeitos da Paraíba

CGUCom objetivo de orientar sobre a correta aplicação dos recursos públicos federais, o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) realizou nesta segunda-feira (6), o Encontro Município Transparente. O evento, que aconteceu em mais 26 estados do país, reuniu prefeitos para esclarecer iniciativas de melhoria da gestão, combate à corrupção e incentivo à transparência.

De acordo com o auditor e chefe do núcleo de ações de prevenção à corrupção da CGU, Rodrigo Paiva, a transparência é um dos melhores remédios contra a corrupção. “A gente ver uma grande quantidade de gestores novos e é muito importante essa aproximação dos órgão de controle para que possamos passar as informações de como aplicar bem os recursos federais. Nós que fiscalizamos esses recursos, percebemos que há uma grande quantidade de falha que poderia ser evitada com orientação e informação. A transparência é um dos melhores remédios contra a corrupção, desde o grande desvio de obra pública ao remédio desviado no posto de saúde”, ressaltou.

Ainda segundo Paiva,  “Na nossa última auditoria, dos 120 municípios que fiscalizamos, em 110 havia alguma falha administrativa. Esse processo de transparência vem avançando no país. Na Paraíba, em 2013, apenas 15 municípios tinham portal de transparência, hoje quase todos tem, mas é preciso continuar avançando, com acesso fácil ao cidadão”, completou.

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo ressaltou que o evento da CGU é fundamental para o fortalecimento de uma gestão mais transparente. “Esse é um tema essencial da administração pública, governar de maneira transparente é fundamental e lutamos para que cada vez mais João Pessoa seja uma cidade transparente, onde a população possa acompanhar o nosso dia a dia e os gastos públicos. O próprio Tribunal de Contas do Estado avalia João Pessoa com nota 9.9 em transparência”, disse.

O atual prefeito do município de Bayeux, Berg Lima,destacou que “Esse evento traz lições pedagógicas para gestão pública. Acho que a CGU está fazendo o seu papel e é muito importante como órgão controlador do poder público externo. E nós, como gestores dos municípios, temos que participar e ouvir o que servirá de exemplo para que sigamos fazendo o que é correto. Na última gestão, Bayeux tirou nota zero em transparência, e nós queremos melhorar esses índices com trabalho, eficiência e transparência”, afirmou.

MaisPB com informações de Albermar Santos 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios