policial

Celulares, carregares e facas seriam jogados em presídio para abastecer ‘comércio’ dos detentos

15073236280003622710000-300x225Vinte e cinco celulares, 23 carregadores, 22 chips de celular, 25 fones de ouvido, cinco facas peixeira, cerca de 150 gramas de cocaína e um recipiente com uma substância caracterizada como loló foram apreendidos na manhã desta quarta-feira (29) com um homem de 33 anos suspeito de tentar jogar todo o material, que estava em uma sacola de lixo, por cima do muro do Presídio do Serrotão, em Campina Grande.

A prisão do suspeito foi feita pelo cabo Endersson, que estava em uma das guaritas do presídio e avistou o homem tentando jogar a sacola com os objetos.

De acordo com o tenente Vanderlei, oficial coordenador do policiamento de Campina Grande nesta quarta, a tentativa de jogar os materiais ocorreu durante o banho de sol dos presos e a suspeita, é de que os objetos seriam comercializados entre os próprios detentos.

“O PM que estava na guarita viu a atitude suspeita e deu voz de prisão ao homem. Ele ainda tentou fugir, mas foi pego. Na sacola, os policiais encontraram celulares, carregadores, fones de ouvido, drogas e facas que possivelmente seriam comercializados pelos próprios detentos dentro da unidade prisional”, afirmou o tenente Vanderlei.

Preso, o suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil em São José da Mata, distrito de Campina Grande, onde esta a disposição da Justiça.

Halan Azevedo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios