Paraíba

Cássio Cunha Lima diz que Petrobrás está sendo usada com fins eleitoral

Senador paraibano participou de evento em Campina Grande
Senador paraibano participou de evento em Campina Grande

Na sua apresentação durante o II Workshop de Engenharia de Petróleo, evento aberto na noite desta quarta-feira (15), no Centro de Convenções Raymundo Asfora, em Campina Grande, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), na condição de palestrante, fez um sério alerta no que diz respeito à partidarização e falta de comprometimento técnico na gestão da Petrobras. Segundo o tucano, lamentavelmente, a estatal tem sido manipulada com fins eleitoreiros, causando um prejuízo bilionário à empresa e por consequência ao povo brasileiro.

Para uma plateia formada por especialistas no setor, professores e estudantes da área, Cássio lamentou que a empresa petrolífera brasileira tenha seu valor de mercado avaliado na Bolsa de Valores hoje abaixo da cervejaria Ambev, por exemplo, e creditou isso ao aparelhamento e a falta de incentivo à meritocracia no comando da empresa. Para o senador paraibano, o processo velado de privatização e enviesado do atual governo colocou uma das estatais mais sólidas e respeitadas no mundo à disposição dos sindicatos controlados pelo partido governista, o que é lamentável.

O senador paraibano criticou ainda o abandono do que ele chamou do tripé que dava estabilidade econômica ao país: câmbio flutuante, aliado ao cumprimento de metas fiscais e as metas inflacionárias. “Todos esses parâmetros foram abandonados pelo governo federal, que continua inchando e aparelhando a máquina pública”, criticou em sua palestra. Segundo Cássio Cunha Lima, o aparelhamento politico do Estado, “em nome de um projeto de manutenção do poder e em detrimento do projeto de país”.

O senador Cássio Cunha Lima aguarda que, com a nova redistribuição dos royalties de petróleo – que ainda enfrenta demanda judicial no Supremo Tribunal Federal (STF) – os recursos enfim cheguem à Paraíba para corrigir o que ele chamou de “injustiça histórica” aprofundada pelo abandono do sentido verdadeiro de uma federação “de faz de conta”.

Para Cássio, é correto se exigir que os recursos oriundo da exploração do petróleo na chamada camada de pré sal priorizem a Educação para que o país tenha de fato o avanço que só uma revolução pode promover.

Assesoria de Cássio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios