Municípios

Caminhos do Frio traz Nando Cordel para o aconchego de Serraria

cantor e compositor Nando Cordel
cantor e compositor Nando Cordel

Após passar por Bananeiras e Areia, a Rota Cultural Caminhos do Frio chega a cidade de Serraria – 140 km de João Pessoa – localizada na região do Brejo paraibano. Até o dia 11 de agosto, o município vai respirar cultura e esporte, com shows, palestras, oficinas de arte e atividades esportivas como cavalgadas e de lazer.

 

O tema do projeto “Natureza, Seresta e Engenhos” reflete exatamente o espírito do projeto, de reunir atividades como cavalgadas, trilhas ecológicas, visitas aos engenhos, oficinas de desenho, pintura e de gastronomia com degustação, forró pé de serra, e o ponto alto, que será os shows de Niedson Lua  Nando Cordel, na próxima sexta-feira (09), na Praça Antonio Bento.

 

Com uma população de 6.238 habitantes, Serraria conta com pouca infraestrutura hoteleira ou de locais para alimentação. No entanto, como tem ocorrido ao longo das outras edições da Rota Cultural, a maioria do público que acompanha as atividades culturais e esportivas é formada por pessoas que residem em João Pessoa e Campina Grande, que fazem o tradicional bate e volta, sem a necessidade de hospedagem no município. Outros se hospedam em hotéis de Areia, Bananeiras ou Guarabira, que são cidades mais próximas de Serraria.

 

Mas se a cidade conta com infraestrutura pequuena, não faltam alternativas para os turistas que pretendem conhecer a região. Na área rural da região do brejo da Paraíba, por exemplo, existem vários engenhos que estão revitalizados e incluídos nos roteiros turísticos. E a logo no primeiro dia da rota em Serraria, alunos das escolas públicas terão oportunidade de visitar dois dos mais tradicionais engenhos da cidade – Laranjeiras e Martiniano.

 

Segundo os organizadores, a atividade é uma oportunidade ímpar para sentir de perto toda a história de um tempo em que a cultura da cana-de-açúcar era familiar, e que ainda guarda muita pomposidade, reflexo de uma época em que os donos de engenhos dominavam politica e economicamente a vida no campo, principalmente no século XIX.

 

Fonte: Correio da Paraíba

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios