Destaques

Cagepa refaz planos e descarta rodízio em João Pessoa; capacidade de abastecimento cresce 44%

117316,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0Em outubro de 2013, o presidente da Companhia de Abastecimento de Água e Esgoto da Paraíba, Deusdete Queiroga, disse no programa ’27 Segundos’, da RCTV canal 27 da Net Digital que João Pessoa não precisava passar por racionamento, mas estaria sujeita ao esquema de rodízio devido ao aumento do consumo durante o verão e às deficiências técnicas nas estações de Gramame e Marés. Na época, ele previa que o sistema da Cagepa não suportaria manter a distribuição normal na Capital.

Porém, nesta quarta-feira (8), a Companhia descartou essa possibilidade e anunciou a melhoria no potencial de abastecimento de João Pessoa e Cabedelo, na região metropolitana, que saiu dos 1700 para os 1950 litros por segundo, o que corresponde a um aumento de 12,82% na capacidade de distribuição da água.

Segundo a Cagepa, esse aumento ocorreu devido à reativação de poços e ajustes nas estações de tratamento da Capital. Além disso, a Companhia informa, por meio da assessoria de comunicação, que a primeira etapa das obras da Translitorânea será entregue em março deste ano, o que vai ampliar a capacidade de abastecimento em 600 mil litros de água por segundo, em 70% de João Pessoa e em toda a cidade de Cabedelo. Ou seja, uma quantidade de distribuição 30,76% maior que a atual.

Campanhas de conscientização

Apesar da região litorânea da Paraíba não sofrer com problemas nos reservatórios, o Governo do Estado lançou, por meio da Cagepa, a campanha “Água não se joga fora”, no dia 17 de dezembro de 2013, em Campina Grande. O objetivo da ideia é fazer com que a população de todo o estado colabore com a economia de água e evite o desperdício.

Conforme a subgerente de Meio Ambiente e Educação Sanitária da Cagepa, Joana Darc, a primeira etapa da campanha para combater o desperdício de água na Paraíba começou no final de outubro de 2013, por meio de peças publicitárias veiculadas nas mídias.

Segundo o presidente da Cagepa, Deusdete Queiroga, o desperdício de água chega a 40% no estado, mas ele espera reverter esse quadro através da ampliação das campanhas de conscientização que devem ser lançadas em outros pontos da Paraíba.

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios