Destaques

Bruno Roberto, Manoel Messias, Ricardo Coutinho e Sérgio Queiroz seguem sem receber nenhum centavo de seus partidos para campanha

Faltando um mês para o dia das Eleições 2022, nem todos os candidatos da Paraíba começaram a receber dinheiro de seus partidos para a campanha eleitoral. Dentre os candidatos ao Senado pela Paraíba, Bruno Roberto (PL), Manoel Messias (PCO), Ricardo Coutinho (PT) e Sérgio Queiroz (PRTB) seguem sem receber qualquer recurso proveniente de suas legendas.

Até esta sexta-feira (02) os candidatos Bruno Roberto e Manoel Messias sequer fizeram qualquer prestação de contas de suas campanhas, segundo apurou o ClickPB no sistema Divulgacand disponibilizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Já os candidatos Ricardo Coutinho e Sérgio Queiroz iniciaram as prestações de contas de suas campanhas. Eles declararam à Justiça Eleitoral recursos levantados através de doações. Ricardo Coutinho é o que mais recebeu doações, juntando o total de R$ 170.250. Já Sérgio Queiroz já declarou recebimento de R$ 131.632,89 provenientes de doações.

Os candidatos ao Senado da Paraíba têm o limite de gastos de R$ 3.811.887,03 segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O dinheiro serve para cobrir os gastos de campanha dos candidatos e deve ser usado desde para impressão de adesivos, santinhos, até gastos com viagens, locação de imóveis para comitê e inclusive gravação de inserções no guia eleitoral.

Já os demais quatro candidatos ao Senado da Paraíba já receberam uma fatia dos recursos do Fundo Eleitoral. Pollyanna (PSB) é a que recebeu maior quantia, de R$ 3,7 milhões. Efraim Filho (União) recebeu R$ 762.377,41. André Ribeiro (PDT) declarou ao TSE o recebimento de R$ 250 mil proveniente do Fundo Especial. Alexandre Soares recebeu R$ 139.422,93 de seu partido.

clickpb

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios