Paraíba

Bebê arremessado pelo pai contra a parede continua internado na UTI do Hospital de Trauma

Daniel, preso depois de jogar seu bebê na parede
Daniel, preso depois de jogar seu bebê na parede

O Serviço Social do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena informou na noite desta quinta-feira (27) que o bebê de apenas um mês de vida continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e inspira cuidados. A menina sofreu um trauma na face e hematomas na cabeça. Já o estado de saúde da mãe não foi divulgado, mas no final da tarde, ela estava em observação, porque sofreu apenas queimaduras leves em um dos braços.

O acusado pelas agressões é Daniel dos Santos Oliveira, 33 anos, que foi preso pela Polícia Militar menos de uma hora depois de cometer a dupla tentativa de homicídio, na cidade de Mari, no Brejo da Paraíba.

Segundo o delegado Felipe Luna Castelar, o acusado não queira aceitar a separação da mulher e nesta manhã, por volta das 8h, foi até sua casa para tentar reconciliação. Após discutir com a mulher, ele jogou gasolina sobre ela e a filha deles, de apenas um mês, e tentou tocar fogo. Como não conseguiu incendiar a ex-companheira, ele acabou tirando a criança de seus braços e arremessando-a contra a parede.

Os vizinhos acabaram percebendo a movimentação estranha e foram até o local. Na confusão, Daniel conseguiu fugir. A mulher e a criança foram socorridas e levadas para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, onde continuam internadas.

Após a prisão, Daniel foi levado para a delegacia onde foi autuado em flagrante por lesão corporal e tentativa de homicídio. Como a população começou a se aglomerar em frente à delegacia, para evitar o linchamento do preso, o delegado Felipe Castelar transferiu o acusado para o presídio de Sapé, onde aguardará julgamento.

Reprodução Expressopb

Portal Correio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios