Destaques

Após decisão do STF, Ricardo se diz “vítima de perseguição política”

O candidato ao Senado Federal pela Paraíba, Ricardo Coutinho (PT), se manifestou nas redes sociais após a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, negar o pedido do petista para disputar as Eleições 2022. Inelegível, o ex-governador foi condenado por abuso de poder econômico nas eleições de 2014.

Através do Instagram, Ricardo comentou sobre a decisão e alegou perseguição política dos seus adversários.

“O assunto ainda será debatido no próprio Recurso Extraordinário mencionado e, além disso, aguarda avaliação no âmbito da Tutela Provisória Incidental requerida no ARE 1363103, interposto na AIJE 2007-51.2014”, afirmou.

“Como é de conhecimento de todos, sou vítima de uma perseguição política orquestrada pelos representantes das velhas oligarquias do nosso estado, que buscam me tirar da disputa eleitoral para abrir caminho para seus projetos de poder”, seguiu.

“Sinto desapontá-los mais uma vez, pois sigo candidato ao senado pela vontade do povo paraibano, que conhece a minha luta em defesa dos mais humildes e reconhece a importância do nosso trabalho pelo povo da Paraíba”, concluiu.

Leonardo Abrantes – MaisPB

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios