Destaques

Ameaçadas de despejo, famílias de Solânea recolhem mais de 5 mil assinaturas em abaixo assinado

milton-300x224As 43 famílias ameaçadas de despejo, em Solânea, conseguiram recolher mais de cinco mil assinaturas em um abaixo assinado que entregarão para as autoridades requerendo a permanência desses moradores na Rua José Alípio da Rocha (Rua das Laranjeiras). Eles iniciaram o recolhimento das assinaturas na última sexta-feira, após sessão na Câmara Municipal, quando receberam apoio dos vereadores locais.

O abaixo assinado foi uma sugestão do radialista Odilon Almeida, que tem acompanhado e apoiado as manifestações dos moradores que podem ficar desabrigados.  Com essa proposta várias listas foram espalhadas na cidade e, em apenas três dias, 5.555 populares assinaram o manifesto em defesa dos moradores.

Uma das moradoras, Luciana Lira, entrou em contato com o vereador Milton Filho para agradecer o apoio dado pela Câmara Municipal e aos solanenses pela solidariedade apresentada nas assinaturas. O parlamentar é responsável por apresentar uma Moção de Apoio na Casa e, em contato com oFOCANDO A NOTÍCIA, ele declarou que os vereadores estão cumprindo com sua obrigação de representantes do povo.

“Nosso papel é defender o povo da nossa cidade, principalmente em uma situação como essa que está obrigando mais de 40 famílias deixarem suas moradias e o pior moradores que não têm condições de construírem outras moradias, pois tudo que tinham investiram naquelas residências”. ressaltou Milton Filho.

O vereador também agradeceu aos solanenses por apoiarem essa causa. Milton Filho irá acompanhar uma comissão de moradores que se reunirá com a reitora da UFPB, Margareth Diniz, nesta segunda-feira (25). O encontro vai acontecer às 14h e os moradores esperam uma solução por parte da reitoria, já que o prazo para deixarem seus imóveis se vence no dia 30 de junho, segundo determinação judicial.

Entenda o caso

Na última quinta-feira os moradores da Rua das Laranjeiras, em Solânea, foram surpreendidos com uma ordem de despejo motivada por ação movida pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) – Campus de Bananeiras. As famílias ameaçadas de ficarem desabrigadas realizaram um protesto na cidade e na sexta-feira foram até a Câmara para pedir ajuda as autoridades. O impasse entre os moradores solanenses e a UFPB já se arrasta há mais de cinco anos.

 

Focando a Notícia

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios