Educação

Alunos do Colégio Estadual de Guarabira são esfaqueados dentro da escola

Um desentendimento entre cinco alunos, acabou em esfaqueamento na noite desta quinta-feira (04), dentro do Colégio Estadual Professor José Soares de Carvalho, em Guarabira.

Era por volta das 21:40h, quando Felipe Evangelista, 19 anos, e Luciano Guedes, 18 anos, ambos moradores do Bairro do Cordeiro, se envolveram numa briga que não era deles e acabaram sendo esfaqueados, um nas costas e o outro no peito, ainda no interior do colégio. Os acusados do esfaqueamento são três irmãos, de 15, 16 e 17 anos, residentes nas proximidades da Comunidade Talita, na saída de Guarabira para Pilõezinhos.

A Polícia Militar foi acionada e ao chegar na escola encontrou as vítimas sendo socorridas pelos professores. Os policiais agiram rápido e levaram os mesmos até o Hospital Regional de Guarabira.

De posse das imagens do circuito interno de segurança, os policiais conseguiram identificar os irmãos e foram até a residência dos mesmos, onde os apreenderam e os conduziram até a delegacia.

Na DP, o menor de 15 anos, que confessou ter desferido os golpes com uma faca de serra, subtraída da sua casa, disse que não aguentava mais as provocações das vítimas, que, segundo ele, sempre que o encontravam, o empurravam, o agrediam verbalmente e o ameaçavam. Diante das ameaças, ele resolveu levar a faca para a escola e hoje acabou reagindo a mais uma provocação.

Após serem atendidos pelo médico, Felipe Evangelista e Luciano Guedes, ficaram em observação por 24 horas, mas sem correrem risco de morte, pois as lesões foram de natureza leve.

A nossa equipe procurou a diretora geral da escola, Alcineide Evaristo de Sousa, para falar sobre o caso. Ela não quis gravar entrevista, mas disse que todas as providências estão sendo tomadas pela direção, no sentido de expulsar todos os envolvidos da escola, para que problemas futuros sejam evitados.

 

 por Michele Marques
Portal Midia

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios