Municípios

Agricultor com hepatite morre sem receber assistência do Município de Dona Inês

Desde o mês passado (23/01/2013), que o Bananeiras Online havia tornado público a situação do agricultor, José Freire de Assis, 42 anos, residente no sítio Raposa, Município de Bananeiras, mas votante e cadastrado no Município de Dona Inês, onde o mesmo estava com hepatite e vinha sofrendo com esta doença desde o mês de setembro de 2012.

agricultor

Leia mais: Agricultor com hepatite pede socorro aos órgãos públicos de Bananeiras

Secretaria de Saúde de Bananeiras esclarece caso de agricultor com hepatite

O Bananeiras Online juntamente com a Primeira Igreja Batista de Bananeiras se preocuparam com este caso e resolveram fazer alguma coisa por esta família, sendo assim, no dia 25 de janeiro se deslocaram até Dona Inês a procura do Prefeito, da Secretária de Saúde e da Assistente Social do Município. Na ocasião foram atendidos pela Secretária Adjunta de Saúde, Elilde Albino, a qual se comprometeu de passar todas as informações a Secretária de Saúde sobre o caso, na finalidade de ajudar esta família. Não satisfeito, foram à procura da Assistente Social, Sofia Ulisses, que estava, “coincidentemente”, ao lado do prefeito Antônio Justino. Após exporem toda a história da família, o Prefeito e a Assistente Social se comprometeram de ajudar a vítima com medicamentos e a família com cestas básicas, entre outras coisas, que você pode conferir na entrevista concedida ao Bananeiras Online.

Logo sabendo da morte de José Freire de Assis, procuramos o irmão da vítima, José Raimundo da Silva, 34 anos, conhecido por Grilo, que relatou ao Bananeiras Online como seu irmão faleceu. “Segunda-feira (11) ele passou mal e foi levado com urgência para o Hospital de Guarabira, onde ficou internado por três dias, estava com a barriga muito dura. Na quinta-feira ele apresentou uma melhora, mas por volta das 13 horas ele teve uma hemorragia interna, sendo encaminhado imediatamente para o Hospital de Emergência e Trauma em João Pessoa. Quando foi na madrugada da quinta para sexta ele faleceu”.

Sendo questionado se alguma visita, por parte do Município de Dona Inês, foi feita a casa de seu irmão para prestar assistência, José Raimundo da Silva disse: “Não recebemos visita, nem apoio de ninguém da prefeitura de Dona Inês-PB, pelo contrário, meu pai, Raimundo, foi pedir ao prefeito Antônio Justino um carro para levar meu irmão ao Hospital de Guarabira e ele negou, o prefeito disse que não tinha condições”, destacou o irmão da vítima.

O corpo de José Freire de Assis foi enterrado na manhã do último sábado (16) em Dona Inês.

Dona Maria Freire de Assis, 65 anos, mãe da vítima, está em estado de choque, pois este é o segundo caso de morte na família, faz apenas seis meses que ela perdeu sua filha, que morreu aos 41 anos de idade de leucemia. Pedimos ao Município de Dona Inês que se sensibilize e preste urgentemente assistência à família, pois esta mãe carece de ajuda psicológica.

Este caso serve de alerta para os agentes de saúde, que trabalham e convivem diretamente com a população, eles também são responsáveis de levar as necessidades do povo até a Secretaria de Saúde e não apenas se preocupar em pesar crianças, mas de informar as necessidades de toda família.

Sabemos que este não é um caso isolado e que esta morte poderia ter sido evitada, caso houvesse uma assistência por parte dos órgãos competentes. Quantos “Josés” e “Marias” estão precisando de assistência nesses municípios e infelizmente há quem se preocupe mais com seu status do que com o pobre necessitado e esquecido pelos órgãos públicos, sendo lembrado apenas em época de eleição, sendo o voto a única moeda de troca. Até quando iremos ficar a mercê desta política mesquinha?

Bananeiras Online

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios