Destaques

Abastecimento é retomado, mas Paraíba ainda enfrenta falta de gás de cozinha

O abastecimento de gás de cozinha foi retomado na Paraíba, após o Sindicato dos Revendedores de Gás GLP da Paraíba (Sinregás-PB) afirmar em nota, nesse domingo (13), que houve atraso de uma carga prevista para chegar no Porto de Suape (PE) no último fim de semana.

Porém, segundo o presidente do Sinregás-PB, Marcos Antônio Bezerra, muitas distribuidoras ainda estão com o produto em falta, pois as remessas estão vindo de forma fracionada. Marcos afirmou que ainda não há previsão para a regularização da distribuição.

“Com o atraso do navio, quando o gás chegou, o pessoal transferiu que seria só pra Paraíba e Pernambuco para outros estados, como Rio Grande do Norte e Ceará, que também estão enfrentando o mesmo problema”, explicou Marcos.

Botijão sofreu reajuste

Na semana passada, a Petrobras anunciou um aumento no preço do gás de cozinha. O GLP 13 kg teve uma alta de 16,1%, ficando R$ 15 mais caro para o consumidor final. O botijão que custava R$ 105 à vista passou a ser vendido por aproximadamente R$ 120. Nas compras à prazo, chega a custar R$ 125.

Segundo o presidente do Sinregás-PB, a orientação do sindicato é de que os preços sejam respeitados, apesar da escassez do produto nos revendedores.

Em João Pessoa, o menor preço do produto está em R$ 109,95, segundo pesquisa realizada pelo Procon municipal nesta quarta-feira (16). O aumento no preço do produto, em relação a semana anterior, foi de aproximadamente R$ 20, de acordo com o levantamento.

portalcorreio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios