Roteiros culturais integram 30 cidades da Paraíba e fomentam a economia criativa

Publicado em quinta-feira, junho 7, 2018 · Comentar 

Enquanto a crise ameaça a economia dos grandes centros urbanos, os pequenos municípios brasileiros buscam formas criativas de aquecer a economia local.

Na Paraíba, uma estratégia que vem alcançado bons resultados são os roteiros culturais. Atualmente, mais de 30 municípios integram pelo menos sete rotas distribuídas entre as regiões do brejo, agreste e sertão.

Além de promover a integração regional e fomentar a fruição da produção cultural dessas cidades, os roteiros culturais movimentam os comércios locais e aumentam a demanda por serviços de hospedagem, alimentação, transporte, agenciamento turístico, recreação e entretenimento.

Criada em 2006, a Rota Cultural Caminhos do Frio explora o clima de inverno, onde os termômetros chegam a marcar 12ºC em cidades do brejo paraibano.

Bananeiras-por-Jean-Valerio
Por do sol na cidade de Bananeiras, integrante da Rota Cultural Caminhos do Frio. (Foto: Jean Valério)

Este ano, entre 2 de julho e 2 de setembro, o roteiro vai promover as potencialidades culturais das cidades de Areia, Pilões, Matinhas, Solânea, Serraria, Bananeiras, Remígio, Alagoa Nova e Alagoa Grande, abordando temas ligados à gastronomia, produção da cachaça, floricultura, agroecologia, fé e artes.

Em 2017, aproveitando o clima dos festejos juninos e o sucesso do Caminhos do Frio, os municípios de Bananeiras, Solânea e Borborema realizaram o Circuito Junino do Brejo. Este ano, a segunda edição do circuito conta também com as cidades de Serraria, Caiçara e Belém.

Prefeitos-e-prefeitas-no-lançamento-do-Circuito-Junino-do-Brej
Prefeitos e prefeitas das cidades participantes do Circuito Junino do Brejo, em evento de lançamento da programação. (Foto: Divulgação)

A programação do circuito acontece de 15 de junho a 7 de julho, com apresentações de quadrilhas juninas, concurso de sanfoneiros, apresentações teatrais, trios de forró pé-de-serra e diversos shows.

Também em alusão aos festejos juninos, este ano as cidades de Duas Estradas, Lagoa de Dentro, Serra da Raiz, Pedro Régis e Jacaraú promovem a primeira edição do Arraiá do Interior.

Prefeitos-lancam-arraia-do-interior
Prefeitos e prefeitas das cidades participantes do Arraiá do Interior, durante o evento de lançamento da primeira edição do circuito. (Foto: Divulgação).

A iniciativa busca estabelecer um roteiro pelas “cidades juninas” localizadas na confluência da zona da mata com o brejo paraibano. A programação começa no dia 1º de junho e se estende até 6 de julho. Além das atrações musicais, as cidades receberão shows de artistas locais, feira gastronômica e brincadeiras típicas.

Já no sertão do estado, em 2017, houve a primeira edição da Rota do Sol – Roteiro Cultural no Alto Sertão Paraibano. O circuito itinerante promoveu atividades culturais nas cidades de Bernardino Batista, Triunfo, Joca Claudino, Poço de José de Moura e Uiraúna.

reisado-z-de-moura
Apresentação do Reizado de Zé de Moura, durante o encerramento da programação da Rota do Sol, na cidade de Poço de José de Moura. (Foto: Divulgação)

Este ano, o evento vai acontecer de 20 a 25 de novembro, incluindo a cidade de Cajazeiras. As prefeituras participantes já anunciaram a abertura de inscrições para os grupos culturais que desejarem participar do evento.

Além das apresentações artísticas, a Rota do Sol vai contar com cortejos culturais, oficinas, seminários, debates, feira gastronômica, mostra de artesanato e a realização de trilhas e visitas guiadas a espaços históricos, além da edição do Festival Internacional das Culturas Populares.

Também em 2017, aconteceu o lançamento da rota cultural Raízes do Brejo. O circuito abrange as cidades de Belém, Alagoinha, Duas Estradas, Lagoa de Dentro, Serra da Raiz, Borborema, Dona Inês e Pilõezinhos.

estacaoferroviariaduasestradas
Estação ferroviária da cidade de Duas Estradas, que recebeu oficinas e lançamentos de livros durante a rota cultural Raízes do Brejo, em 2017. (Foto: Divulgação)

Este ano, entre 14 de setembro e 25 de novembro os visitantes são convidados a participar de visitas a engenhos, casarões, estações e linha férreas, museus, oficinas, feiras de gastronomia e artesanato, shows, além de passeios a cachoeiras e trilhas ecológicas.

Outro roteiro conhecido na região do brejo paraibano é o Caminhos dos Engenhos, integrando as cidades de Alagoa Grande, Alagoa Nova, Areia, Bananeiras, Borborema, Pilões, Matinhas e Serraria.

Engenho Martiniano, no Brejo Paraibano (foto: Eduardo Vessoni)
Bodega do Engenho Martiniano, fundado em 1862, na cidade de Serraria. O engenho é responsável pela produção da Cachaça Cobiçada. (Foto: Eduardo Vessoni/Viagem em Pauta)

Com a possibilidade de ser percorrido durante todo o ano, o roteiro inclui trilhas, cachoeiras, antigos casarões e cerca de quinze engenhos de cana-de-açúcar, alguns deles centenários, onde os visitantes podem conhecer o processo de moagem da cana-de-açúcar, a destilação do álcool para a produção da cachaça e a produção da rapadura artesanal, além da história que envolve a cultura canavial na Paraíba.

Fechando os roteiros na região brejeira está o Caminhos do Padre Ibiapina, que consiste em quatro trilhas que ligam o Santuário de Frei Damião, em Guarabira, ao Santuário de Santa Fé, em Solânea. As trilhas são abertas dos dias 15 a 19 de cada mês, durante todo o ano.

Caminhos-do-Padre-Ibiapina_2
Trilha percorrida por peregrinos e aventureiros no roteiro Caminhos do Padre Ibiapina. (Foto: Divulgação)

Além de conhecer a história do clérigo e suas obras humanitárias na região, o caminhante tem contato com a diversidade ambiental e cultural da região do Brejo. O percurso atravessa os municípios de Guarabira, Bananeiras, Solânea, Pilõezinhos, Pilões, Serraria, Cuitegi, Alagoinha, Alagoa Grande, Areia e Pirpirituba.

A experiência exitosa de roteiros culturais na Paraíba tem despertado o interesse de outros municípios e já há articulação para a implementação de outros dois circuitos no estado.

O Caminhos do Vale do Paraíba, no agreste paraibano, vai percorrer as cidades de Pilar, Ingá, Itabaiana, Gurinhém e Mogeiro. Para fomentar o turismo cultural e o turismo de aventura, a nova rota vai integrar pequenos roteiros já existentes e outros a serem criados, a exemplo do Caminho das Letras, Caminhos de Zé Lins, Caminho das Artes, Caminho das Itacoatiaras e Caminho dos Quilombos.

Pedradasitacoatiaras
Inscrições rupestres na Pedra do Ingá, conhecida como “itacoatiaras”.(Foto: autoria desconhecida).

Os estudos também avaliam a possibilidade de incluir no Caminhos do Vale do Paraíba as cidades de Salgado de São Félix, Umbuzeiro, Fagundes, Juarez Távora, Pedras de Fogo, Juripiranga e Itatuba.

Já a Trilha da Coluna Prestes na Paraíba pretende explorar os aspectos históricos da passagem do movimento político-militar pelas cidades de Uiraúna, Poço Dantas, Vieirópolis, Lastro, Santa Cruz, São Francisco, Pombal, Coremas, Piancó, Santa dos Garrotes, Nova Olinda, Tavares, Princesa Isabel, Santa Terezinha, Catingueira, Patos, Emas e Olho D’Água.

Roteiros Culturais 2018
1 de junho a 6 de julho – Arraiá do Interior
15 de junho a 7 de julho – Circuito Junino do Frio
2 de julho a 2 de setembro – Caminhos do Frio
14 de setembro a 25 de novembro – Raízes do Brejo
20 a 25 de novembro – Rota do Sol
Todo o ano – Caminhos do Padre Ibiapina
Todo o ano – Caminhos dos Engenhos

artepolitica

Tags :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solânea Online - CNPJ: 17.735.313/0001-90

É proibida a reprodução total ou parcial deste site, sem autorização prévia !