Campinense vence o Treze por 1 a 0 no estádio Amigão

Publicado em domingo, fevereiro 10, 2019 · Comentar 

Pela 5ª rodada do Campeonato Paraibano 2019, Treze e Campinense se encontraram em mais um ‘Clássico dos Maiorais’, na tarde deste domingo (10), no estádio Amigão, em Campina Grande. Em uma partida corrida, nervosa, com muitos cartões amarelos e uma expulsão, a Raposa acabou se saindo melhor, vencendo a disputa por 1 a 0, com gol de Warlei.

Como já se espera de um clássico, a partida começou com certo equilíbrio entre as equipes. O Treze tentava ocupar mais os espaços no campo de ataque. Já o Campinense trocava bons passes e procurava dar um ritmo mais cadenciado ao jogo. Essa estratégia parece ter funcionado e não demorou para a Raposa abrir o placar. Aos 13 minutos, Richardson fez lançamento e encontrou Warlei, que dominou na entrada da área e, na saída de Mauro Iguatu, tocou a bola para o fundo das redes.

Dois minutos depois, o Galo tentou responder à altura. Patric cruzou na área, a bola passou por todo mundo, Coppetti apareceu e bateu firme. A bola passou raspando a trave de Coradin. O Treze parecia um tanto confuso em suas jogadas, enquanto o Campinense se mostrava mais organizado e criava melhores chances em contra-ataques.

No segundo tempo o jogo começou corrido, semelhante ao apresentado na primeira etapa, sendo que desta vez com o Treze um pouco mais organizado.

Aos 14 minutos, Lopeu, da Raposa, acertou o cotovelo em Juninho, do Galo, em dividida de bola. Com isso, recebeu o cartão vermelho direto, deixando o time rubro-negro com um atleta a menos. O Treze, então, começou a ter mais espaços para articular jogadas, enquanto o Campinense se fechava na defesa. Aos 17 minutos, Diogo Peixoto mandou para as redes, de peixinho. Seria o gol de empate do Galo, mas a arbitragem já havia marcado impedimento de Teco no início da jogada.

Aos 25, mais uma grande chance desperdiçada pelo Galo: Teco passou para Diogo Peixoto, que lançou para Torres. O atacante dominou, se livrou da marcação e soltou uma bomba, que acabou ‘explodindo’ no travessão raposeiro.

O duelo seguiu nervoso, com constantes desentendimentos entre os jogadores. O placar, no entanto, não foi mais alterado. O árbitro apitou o fim da partida aos 50 minutos, sacramentando a vitória do Campinense.

 

Portal Correio

Tags :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solânea Online - CNPJ: 32.356.555/0001-67

É proibida a reprodução total ou parcial deste site, sem autorização prévia !